quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

Modificar as motos é legal? Parte 1



Foto: BMW Cafe Blog

A legislação mudou, perante a atualização de 26/07/2017. O que pode ou não pode você pode conferir no link:
http://www.garagemcaferacer.com.br/2017/07/modificar-as-motos-e-legal-atualizacao.html
De qualquer forma recomendo a leitura do artigo abaixo que é bem introdutório e do post Modificar as motos ainda é legal? ,  pois estes dão uma ideia de como era anteriormente e passam algumas boas dicas.

---
29/01/2014

Uma das maiores dúvidas do leitores aqui da Garagem Cafe Racer é o fato que se é possível modificar as nossas motos para se tornarem as nossas queridas Cafe Racer e ao fazer isso corremos riscos de ter sermos multados ou ter a moto guinchada pelas autoridades. Para isso, faço essa pequena postagem, que já adianto, não é "definitiva" sobre o assunto, mas busca dar uma noção e ajudar a você leitor a proceder melhor e entender o processo.

Basicamente, em tese "tudo é proibido". Mas na prática, a questão é: Quais as modificações que você pretende fazer na moto. Por exemplo essa moto ai em cima praticamente não geraria problemas, a não ser pela sinaleira e suporte de placa, que deixa a placa "ultrapassando o para-lamas. De resto, ela tem todos os equipamentos obrigatórios e originais, ou seja, sem maiores problemas.  (Principalmente sendo gata desse jeito... qual guarda teria coragem de multá-la?) Como você pode ver, motos como por exemplo as CB 750 Four, CG Bolinha, RD 350 Air Cooled são mais fáceis de se modificar pouco, sem maiores necessidades de legalização. 
Veja essa RD 350, do Marcos Ribas, PR que é praticamente original. Apenas banco e guidão, o que na prática, não implica em maiores preocupações.

Ai que vem o segundo estágio da brincadeira. É quando gostaríamos de ir um pouco mais longe nas modificações: Luzes, tanque, banco, para-lamas, freios, rodas etc. A partir daí é necessário que se enfrente alguma burocracia, que resumidamente é essa a seguir.
  1. É necessário que se peça autorização ao Detran da sua região para que se modifique as moto, com uma descrição detalhada do que vai ser feito. Encontrei um modelo que pode ser útil aqui. Em alguns estados o pedido é feito a um delegado, e em outros, como o RS, é feito no CRVA.
  2. Após ter a permissão concedida, vá até a oficina ou então faça você mesmo. Mas em ambos os casos, você terá que apresentar notas de todas as peças e material usado, mesmo que seja você mesmo que faça, e mesmo que você tenha ganho alguma peça. Dá um certo trabalinho, mas vale.
  3. Após isso é necessário que você faça uma inspeção de segurança veicular em uma oficina credenciada no INMETRO. Você pode descobrir onde há uma nesse link: http://www.inmetro.gov.br/organismos/index.asp. Ao acessá-lo, vá na opção "Segurança Veicular - OIA-SV" e aparecerá um mecanismo de busca. É meio chatinho de se usar, mas com tempo você pega a mão.
  4. Após é pagar as taxas do Detran (se informe quanto a isso antes) e vistoriar a moto. Não é um procedimento complexo, mas há alguns detalhes a serem observados.
O que pode, e o que não pode?
Ai que está o detalhe: Nem todas as modificações são permitidas, ao menos em tese. E além disso, tem outra questão que tornam as coisas mais relativas: Depende muito de onde você está dentro do nosso Brasil. Por exemplo, essa bela Rat não seria aprovada de jeito nenhum: Falta para-lamas, velocímetro, luzes e piscas, o escape atualmente também não é mais permitido que seja trocado. O chassi também foi modificado, mas quanto a isso, falarei mais adiante.
Já essa CB, passaria de boa, a exceção do escapes. Veja que ela tem tudo o que a lei obriga e está em aparente bom estado. Precisa de alça do garupa (já vi casos em que uma cinta de banco foi aceita). A estrutura da moto foi mantida original. Esse é o X da questão.
O chassis:
Muitas motos, para que o projeto fique bacana, pedem que o seu chassi sofra intervenções, o que na letra fria da lei, em 2014, não pode. Simples assim.
Pela letra fria da lei, essa moto não aprovaria: Falta para-lamas, o escape está "diretão" e o chassi foi mexido.
Mas na prática, dependendo do que foi feito e de onde foi feito, a moto passa. Vivemos no Brasil, país dos jeitinhos. E também há a questão de dependendo de onde você vistoriar a moto e da boa vontade do vistoriador, certas coisas acabam "passando". Existem muitas motos inteiramente picoteadas, mas que ficaram boas e estão legalizadas. Ou seja, vale muito a pena se informar ai na sua região, como as coisas funcionam. Infelizmente é assim.

O que é permitido então?
Observe bem essa CB: Passaria aqui sem muitos problemas. Só por os escapes originais e um pequeno ajuste no para-lamas, pois nossa placa aqui é bem maior. Precisa de alça do garupa ou a cinta no banco..

A seguir vou fazer uma pequena listagem em tópicos do que "em tese" pode ou não pode. Estou escrevendo esse texto em fins de janeiro de 2014, ou seja, muita coisa certamente vai mudar com o passar do tempo. E também essa lista vai acabar sendo complementada e modificada com o passar do tempo, até pois estou escrevendo pelo que sei. Pode acabar passando alguma coisa batida, confesso.

  •  Tanque: Permitido, desde que proporcione segurança. São permitidas substituições e pequenas modificações no mesmo. Quanto ao tanque de fibra, fico devendo informações.
  • Rodas: Permitido, desde que o diâmetro do para-lamas não seja ultrapassado. Ou seja, você na teoria pode alargar rodas desde que os para-lamas acompanhem. O bicho pega no diâmetro total da roda + pneu, que tem que se igual ao original. Se nos carros, isso é mais fácil (trocar uma roda 13" por 14", mudando apenas o pneu, no caso usando um perfil mais baixo, mantendo o diâmetro original igual, nas motos não é tão simples assim. Mas na teoria pode sim.
  • Guidão:  a principio, permitido.
  • Velocímetro: Item obrigatório. Mas se operante, permitida a troca por outro. Conta Giros e demais instrumentos podem ser modificados e suprimidos. Recomendo manter as luzes espia, obrigatórias.
  • Banco e carroceria: Permitido, desde que não apresente vincos perigosos.
  • Iluminação: Permitido, desde que cumpra todas as funções permitidas por lei. O Xenon, no entanto, é proibido.
  • Escape: proibida a modificação. Até pouco tempo, sua troca era permitida.
  • Para-lamas: Pode se modificar, mas tem que ter o dianteiro e traseiro, e ambos com alguma funcionalidade. 
  • Suspensões: a principio, se for "fixa", é permitida a modificação. Mas nesse tópico, peço ajuda aos universitários.
  • Modificações no número de passageiros a principio não são permitidas. A confirmar.
  • A moto não pode de forma nenhuma se parecer com outra de ano e modelo diferente do original. Ou seja, você não pode transformar uma CB 400 1981 em uma CB 450 DX 1988. A moto tem que ser única, o que no nosso caso, é o que importa.
  • Número de passageiros: a principio não. E precisa manter pelo menos uma alça ou cinta de banco para o garupa se agarrar.
De resto, a moto tem que estar em boa condições gerais de operação. Assim sendo, a moto passará pela vistoria.
Tem "Jeitinho Brasileiro"?
A moça ai tem fortes argumentos de persuasão para fazer essa moto passar. Será que consegue?

Sim. Tem jeitinho sim. Vou explicar como o pessoal faz, mas desde já aviso que uma malandragem ilegal e que pode dar merda. O lance consiste em vistoriar a moto com modificações minimas, passar ela por vistorias e depois de legalizada, manda ver na serra e modifica pra valer, sem respeitar a lei. Pois a ideia é que nos documentos da moto, vai constar moto modificada, e em teoria, dai o policial dificilmente vá acessar o prontuário da moto (a moto é fotografada, e as imagens vão pro sistema do Detran, mas nem sempre o seu guarda vai ter acesso a imagens.
Olha lá esse mané, acha que vai passar a perna na gente!
Mas como todo jeitinho, você pode se dar mal: Com a informatização crescente, pode ser que o "seu guarda" consiga ver a sua moto como deveria ser. Dai Fudeu. Da mesma forma, se você se envolver em algum sinistro, a sua situação se complica muito. Ou seja, é por sua conta e risco. Desde já, afirmo que sou contrário a esse tipo de jeitinho. A seguir, deixo a resolução 292, que regulamenta isso. Mas muita atenção, pois essa volta e meia sofre modificações. 
E por fim alerto o amigo leitor que essa postagem aqui busca dar uma ideia de como a coisa funciona, mas este que escreve é um leigo em termos de legislação.

100 comentários:

  1. não sabia que o para-lama é obrigatorio. minha moto tem um minusculo que fica escondido atras da placa.

    ResponderExcluir
  2. O meu para-lamas é a própria placa! rsrs

    ResponderExcluir
  3. Já começamos a enxergar luz no fim do túnel. E com a crescente onda de CRs logo as autoridades estarão ligadas nisso.

    ResponderExcluir
  4. Ótima matéria, a minha não tem para-lama traseiro, como a do leitor luizsriva é a própria placa. Em uma blitz no centro de São Paulo e na rodovia dos Bandeirantes passou sem problemas, mas com a resalva da lanterna traseira(pois uso brake-light) que foi a seguinte: "Algum policial pode te multar por isso".

    ResponderExcluir
  5. Na teoria, é necessário que você apresente um projeto todo bonitinho ao delegado da CIRETRAN da sua regional, assim, você pode pedir autorização pra fazer as modificações; não pode meter a serra e levar a moto lá, rs!

    Depois de reconhecer firma de tudo em cartório, você faz a sua reforma e leva a moto no INMETRO, pra passar na vistoria (com TODAS as notas fiscais de TUDO o que vc usar na moto), só aí vc volta ao DETRAN com mais papelada e ganha o carimbo vermelho de alteração no veículo.

    Ah, dizem que se meter a serra no chassi o bigode não gosta e não dá a autorização!

    Abraços!

    *parabéns pelo blog!

    ResponderExcluir
  6. Excelente Post!!!!

    Parabéns!!!!

    ResponderExcluir
  7. Pelo que sei a lei permite trocar o escape.
    .
    Única ressalva é que o escape tem que ter funcionalidade (tem que ter silenciador e este não pode "ser operado") e tem que deixar o ruído em até 89db, medidos à metade do giro de potência máxima. Não existe uma lei que proíba a substituição do escape por outro similar. O que existe é "regras" que foram sendo impostas pelo uso (mal uso) equivocado dos "seus guardas". Igual a mentira (lenda) que diz que a placa tem que ficar na traseira ou que capacete tem prazo de validade ou que é proibido molde de placa. Tudo imposição dos "seus guardas" que leem a lei, tem dificuldade no português (quase analfabetos funcionais) e saem por aí impondo suas interpretações equivocadas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem faz as leis são deputados burros como seu amigo Tiririca...capacete tinha prazo antes, sim, se a placa não ficar na parte traseira fica onde, amigo? e quanto as interpretações é só recorrer.

      Excluir
    2. A placa pode ficar tanto a esquerda, quanto a direito da roda traseira da moto.

      Excluir
  8. Minha motoca dei um "jeitinho" rs
    Tem várias alterações que podem da merda, mas já rolou dus puliça parar e elogiar a moto e mandar seguir kkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é isso amigo, se prende é ruim se acha legal e elogia e libera é idiota....êta povo brasileiro ...

      Excluir
  9. ...parabenizo pelo texto. Mas o "jeitinho brasileiro" não ficou legal no contexto, o povo brasileiro esta na situação que esta por causa disso sempre se acha mais "esperto". Ao amigo acima digo que os "seus guardas"não são analfabetos funcionais como ele disse somos especializados e sabemos sim fazer cumprir a lei e estes "jeitinhos" fazem com que o motociclista tenha sua moto apreendida para regularização, até que tudo esteja correto. Durante uma fiscalização, sabemos desse "jeitinho" e pensar que somos burros já é muita burrice,depois reclamam. Parabenizo a pesquisa e quem quiser ter uma moto modifica deve sim seguir a lei porque poderá ter sua viagem interrompida pelos agentes de fiscalização. Muito bom

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você pode não ser, mas grande parte é. Posso te dar vários exemplos de leis que não existe mas que que pelo uso (indevido) acabou "pegando". Algumas entraram em desuso depois que houve muito problema devido à reclamações junto aos órgãos administrativo.
      .
      Molde de placa: não é proibido DESDE que não sobreponha em parte alguma a borda da placa - a lei que regulamenta sobre placa impõe a fonte e as dimensões. Diz que tem que ter iluminação de placa e que a mesma tem que estar legível. Aqui, os seus guardas fazem o sujeito tirar o suporte de placa porque, segundo eles, a lei não permite porque torna a placa ilegível. Como que um sujeito desse pode ser considerado alfabetizado. Ou será que fazem isso por má fé mesmo?
      .
      Capacete e seu prazo de validade. Aqui, até tempos atrás o guardas paravam e pediam para ver o selo do inmetro e a "validade" do capacete. Depois de muita gente reclamar - não só aqui, mas no brasil inteiro - devem ter saído instruções específicas de modo que esse abuso entrou em desuso.
      .
      Placa "lateral". Segundo os guardas, a lei proíbe placa lateral porque a placa tem que ser traseira. Primeiro que a lei não diz nada sobre placa lateral e segundo que ela diz que tem que estar NO PLANO traseiro. Acho que os guardas que proíbem placa "lateral" fugiram da aula de geometria e não sabem diferenciar os planos...
      .
      Poderia citar uma infinidade de exemplos mas, não acho necessário. Certamente você mesmo conhece os "jeitinhos" dos guardas seus colegas de profissão...
      .

      Enfim, é comum os "autoridades" não reconhecerem que não são tão perfeitos (reconhecer isso, na visão de muitos, seria como perder autoridade, se rebaixar - por isso a maioria sequer aceita ser contra-argumentado), assim compreendo que você defenda a toda instituição, mesmo sabendo que nem todos seus colegas são, de repente, tão especialistas quanto você.
      .
      Não é nada pessoal, claro.

      Excluir
    2. Obviamente Dalvimar, sou contra os "jeitinhos", tanto que no texto faço todas as ressalvas a respeito. Mas optei por dar a informação, e ressaltei todos os riscos de se fazer algo nesse sentido. Fica por conta e risco do customizador/motociclista.

      Quanto a qualificação e profissionalismo dos policiais, infelizmente existem os que são bons profissionais e outros nem tanto assim. Infelizmente.

      Excluir
    3. Eu dou gargalhadas quando o argumento( arjumento) é o bom policia e mal policia (good cop e bado cop). tem também o bom abordado e mau abordado, mal educado e bem educado.
      Vamo acordar, polícia não é inimigo...

      Excluir
  10. Douglas, e sobre os espelhos retrovisores? Sabe qual a regulamentação? É obrigatório, a posição é obrigatória? Esse eu acho um ponto que sempre "quebra" o visual CR e que na gringa a gente vê o pessoal "limpo".

    Valeu!
    Abraço e Godspeed!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, tem que ter espelhos e não podem ser micro.

      E na prática, é só sair na rodovia com espelhos micro e é multa certa.

      Excluir
    2. e ai gente boa...ate onde sei paralama na é obrigatorio em moto...se voce fizer inmetro pode usar espelho menor, pisca menor, isso seria modificação visual,e se mecher no chassis dps da vistoria...na parte de tras, ficaria escondido embaixo do bancco ou rabeta e isso nao apareceria em nenhuma foto de vistoria, outra coisa, a maioria dos vistoriadores nao saberiam como é o formato da parte de tras do chassis, como disse, fica embaixo das carenagens e tals....entao se precisar cortar um pedacinho....sei la...quase impossivel ser detectado, sou vistoriador ;) estou fazendo uma cafe com uma cg 82....vou fazer tudo na forma da lei é claro, pois penso que nao adianta ter uma cafe race e nao poder desfruta la =D....grande abraço e em breve mando imagens dela euheuhehe

      Excluir
  11. dia 1º de maio deste ano será reformulada a Resolução do Contran 463 para amortecedores esportivos para carros, e pq ñ é reformulado para as motos Resolução de escapamento esportivo.... deveriamos tb fazer protestos contra isso.... ou deixa a gente usar o que é permitido ou entao fechem as portas das fabricantes que estao vendendo segundo os "Poliças" escapamentos Proibidos.... entao.... como é que fica isso tb..????

    ResponderExcluir
  12. O blog ta cada dia melhor! virou minha principal referência quanto a motos nacionais, Ducaramba!

    Alguém sabe que tanque é aquele da CB 400 da foto 5? Aquele pintado de verde na parte superior e "na lata" na parte inferior com a asa da Honda em amarelo?
    Se alguém souber eu agradeço a ajuda!

    ResponderExcluir
  13. olá! quero deixar o banco da minha cb 400 quase igual a este da foto. posso ser autuado por mau estado de conservação ou descaracterização do veiculo??? (não vou modificar a sinaleira nem a rabeta só o banco só o banco) https://www.facebook.com/photo.php?fbid=485457694827155&set=pb.216503478389246.-2207520000.1399859855.&type=3&src=https%3A%2F%2Fscontent-b-iad.xx.fbcdn.net%2Fhphotos-prn1%2Ft1.0-9%2F21666_485457694827155_1989975431_n.jpg&size=720%2C960

    ResponderExcluir
  14. Sei que o post já tem uns meses, mas tenho uma dúvida. Será que em vez de "modificar" uma bike, não fica mais fácil "construir" uma bike? Assim como se faz com carros, chassi de uma marca, motor e cambio de outra, carroceira de fibra entre outras "customizações" que usualmente vemos pelas ruas perfeitamente autorizadas e sem ter que passar por avaliações subjetivas de funcionários de Detrans e Ciretrans pelo país, basta seguir as normas e passar pela vistoria do INMETRO. Se alguém souber algo, antecipadamente agradeço!

    ResponderExcluir
  15. Bom dia!
    Comprei uma Fazer 250cc e muitos amigos falam que o farol foi modificado.
    Outros falam que o farol é diferente pq a moto é uma edição limitada (Fazer 250cc 2007/2008 - Edição Limitada).
    Não encontro nada na internet que fale que essa moto tem a frente da 2012 e traseira da 2008.
    Viajo muito e tenho medo de ter a moto apreendida.
    Alguém poderia me ajudar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A principio o certo seria a sua Fazer ter o farol redondo. Mas na prática, creio que por ela ter o farol de "fazer" mais nova, dificilmente algum guarda vá encrencar com isso. Em qualquer caso, em caso de abordagem, faça de desentendido nesse caso e diga que comprou e vistoriou ela assim.

      Excluir
  16. Boa tarde Douglas, gostei do que li,( em matérias de leis sou um fiasco rsrs) tenho de montar uma moto pro meu filho, e suas observações me ajudaram muito, um cordial abraço .
    tenoriomuseu43@gmail.com

    ResponderExcluir
  17. Olá! Estou fazendo uma Bobber com uma CB400. E tenho uma pequena dúvida em relação ao guidão e retrovisores. O Guidão Seca-Suvaco é permitido? E os retrovisores (desde que de tamanho adequado) podem ficar para baixo do Guidão? Agradeço a informação!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. o seca suvaco acho que pode,mas os espelhos pra baixo creio que não.

      Excluir
  18. òtimo post...
    estou buscando uma XLX 350 pra fazer uma bobber.

    ResponderExcluir
  19. Douglas eu tenho uma pergunta, vamos supor q eu construa uma moto completamente artesanal (isso inclui o chassi), teria q seguir alguma regra ou como é artesanal posso fazer do jeito q eu quiser ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que eu saiba, o seu comentário adequa-se nos tipos chamados, fora de série.

      Excluir
  20. A Lei, em teoria, existe para proteger o cidadão, mas na prática vem para F...r o cidadão. Tem picuinhas que não deveriam ser abordadas, principalmente essa questão da modificação. Deveria ser permitido placa lateral, por exemplo. Se enrosca, se atrapalha de alguma forma, deve ser opção do dono decidir se o custo vale o benefício! A única coisa que eles deveriam se preocupar é com o bom funcionamento e a fiscalização (já vi várias motos totalmente desalinhadas, farois queimados, sem pisca ou pisca caindo, placa quebrada/torta, sem espelhos, pneus carecas, etc)... se foi registrado a mudança. Acredito que as modificações deixam a moto até mais fácil de ser reconhecida em meio à multidão.

    O problema é que em nosso país as leis são feitas para se ganhar algum dinheiro com elas. Poucas são de fato úteis em benefício e à segurança do cidadão. Um dos vários defeitos dessa bosta de país.

    ResponderExcluir
  21. Freio a disco dianteiro e traseiro pode ? me responde polo e-mail gerieu@icloud.com

    ResponderExcluir
  22. se eu modificar um freio dianteiro a tambor por um a disco eu tenho q mexer nos documentos??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. So nao pode se for vender, por que ai passa pela vistoria

      Excluir
  23. Boa noite! :)
    Recentemente me interessei muito em fazer uma scrambler mas esse assunto da documentação me deixou um pouco desanimado,pois queria curtir ah moto sem precisar me preocupar com policia e tal.
    Porem existe uma oficina em SP que faz motos desse estilo (um trabalho lindo por sinal) e uma pessoa que trabalha lá disse que sai com o documento ok...o nome da oficina é Bendita Macchina, vale a pena dar uma olhada no trabalho dos caras.
    E pelo visto eles mexem no quadro da moto.Sera que existe uma "tolerancia" em mexer no chassi...como fazer aquele arredondamento ao final do banco e tals.Fiquei curioso e esperançoso agora, é um sonho ter uma moto assim :)

    ResponderExcluir
  24. Parabés pelo post! Esclarece muito.

    ResponderExcluir
  25. Gostaria de saber sobre os pneus, alguma loja para indicar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pneus são difíceis de achar....só vi importados...e muito caros...pra lá de R$1000

      Excluir
    2. pneustore,tem bastante variedade e preçobom

      Excluir
  26. Parecer do Cetran;SC sobre rabetas: III. Considerações finais:

    15. Diante do todo exposto, considerando que o termo “rabeta” não detém significado técnico ou linguístico próprio que permita sua identificação por qualquer cidadão, tratando-se de gíria com sentido dúbio, ora com intuito de identificar o paralama, ora a carenagem traseira da motocicleta, bem como que mesmo que possível sua interpretação no sentido de legitimar o sentido em que coloquialmente é aplicado, ainda assim inexiste infração no CTB à conduta de retirada ou corte da “rabeta”.
    Este é o parecer que, com o costumeiro respeito, submeto aos demais Conselheiros para as considerações de estilo.

    OSMAR RICARDO LABES
    Relator

    Aprovado por unanimidade na Sessão Extraordinária n° 125/2006, realizada em 29 de agosto de 2006.
    LUIZ ANTONIO DE SOUZA
    Presidente

    ResponderExcluir
  27. O detalhe da rabeta é que a placa tem que esta visível ( conforme a lei deve estar na posição perpendicular e visivel até 40 metros).

    ResponderExcluir
  28. Tenho uma Bros 2009 e coloquei a carenagem da 2013, nunca tive problemas.

    ResponderExcluir
  29. uma cb 450 com roupa da cb 300 sera que passa de boa na vistoria?
    responde ae se poder responde no zap 077 8837-1226

    ResponderExcluir
  30. douglas,
    boa a matéria ,mas tem uma moto da harley que está regulamentada e é entregue com espelhos para baixo.
    acredito que se a moto foi vistoriada e aprovada pelo imetro, estaria livre para rodar
    abraço

    ResponderExcluir
  31. É permitido retirar a carenagem da Tenere 250, deixando o tanque com a cor do documento???

    ResponderExcluir
  32. É permitido retirar a carenagem da Tenere 250, deixando o tanque com a cor do documento???

    ResponderExcluir
  33. Amigos gostaria de saber a respeito de freio a Disco é permitido ou nao , tenho uma titan ks 150 2007 , comprei ela e esta com freio a disco , esta modificação é permitida ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Creio que seja, pois é um opcional da fabrica.Na pratica, não vai ter nenhum problema com isso.

      Excluir
  34. Bom dia amigo, primeiramente parabéns pelo post, foi o mais claro sobre o assunto que encontrei.
    O que fica na dúvida é o seguinte, se o chassi base for de uma Honda CBX 200 e o motor for de uma CB400, fica possível legalizar?

    ResponderExcluir
  35. Tenho uma Twitter e estou a customizando, gostaria de saber se eu colocar o farol da Biz e o painel da tornado, tenho que mexer na documentação?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pelo farol sim. Pelo painel não. Mas na pratica, dificilmente vão encrencar pelo farol.

      Excluir
  36. se eu tenho uma moto xlr e quero colocar umas carenagens da broz,paralamas,farol e rabeira traseira,eu posso fazer isso?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se deixar igual a Bros, não pode. Se for com ma pintura diferente, pode. Mas necessita regularizar.

      Excluir
  37. tenho uma cg 85 cafe racer a muitos anos, como documentar da maneira certa,pois nao possuo notas de nada por ser um projeto antigo voces poderiam me auxiliar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pelo que vi em alguns vídeos, há a possibilidade de fazer uma declaração. O ideal é vc ir se informar certinho ai na sua região.

      Excluir
  38. Quanto será que custaria para conseguir autorização para montar uma CAFE RACER em uma Honda CG 125?
    Agradeço desde já!

    ResponderExcluir
  39. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  40. tenho uma twister, ja coloquei um guidão morcego, ja passei por algumas blits, e nao embaçaram, gostaria agora,de mudar o velocimetro, tirar aquelas carenagens q tem no tanque,colocar um banco monoposto tipo corcunda, e por causa do banco vai ser preciso torcar tambem a laterna traseira, o resto vai ficar toda original, essas modificações precisam estar no documento, se nao estiver no documento, minha moto corre o risco de ser apreendida ?????

    ResponderExcluir
  41. Comprei a minha CB450, transferi pro meu nome e comecei a transformação. Vou manter o tanque na cor que consta no documento. Só retirei o sub-chassi e vou tentar manter nem que sejam dois mínimos paralamas. O escapamento não tem jeito, já está saindo dois canos pelo lado direito, hehe. Quando ficar pronta, vou por pra andar. Aqui em Florianópolis tem poucas café pra saber como a polícia está tratando. Mas não tem outro jeito. Diógenes/Florianópolis-SC. dipaes@diogenespaes.com.br

    ResponderExcluir
  42. Quero coolocar um farol da fazer 2011 na minha YBR factor 125, levo multa ?

    ResponderExcluir
  43. Desde já um salve aos cafe racers do blog!
    Eu tenho uma intruder 125, e queria mudar a princípio o guidom, abaixar a dianteira dela, mantendo os garfos originais e pôr um banco de couro marrom, mas de mesmo modelo dela!
    Gostaria de saber se preciso documentar isso é até que ponto está dentro da lei.
    Desde já, obrigado!

    ResponderExcluir
  44. Desde já um salve aos cafe racers do blog!
    Eu tenho uma intruder 125, e queria mudar a princípio o guidom, abaixar a dianteira dela, mantendo os garfos originais e pôr um banco de couro marrom, mas de mesmo modelo dela!
    Gostaria de saber se preciso documentar isso é até que ponto está dentro da lei.
    Desde já, obrigado!

    ResponderExcluir
  45. Oi Douglas, vou direto ao assunto. Tenho a Fazer 250 LE 2010 , recentemente fiz a troca das rodas originais pelas atuais, instalando o freio a disco em ambas as rodas. Fiz tudo sozinho e sem ir atrás de informações ou autorização para fazer essa mudança. A pergunta que fica : Agi "ilegalmente" ?!?

    ResponderExcluir
  46. retirada da carenagem é permitido ??

    ResponderExcluir
  47. retirada da carenagem é permitido ??

    ResponderExcluir
  48. ola, como faço para conseguir um tanque de combustível redondo que seja compatível com a cb, fica linda quero tambem saber onde consigo comprar um banco para uma pessoa apenas obrigado

    ResponderExcluir
  49. depois que vi um despachante passar a moto do meu sócio na vistoria eu passei a acreditar em despachantes ...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. estou em londrina pr...já fui em vários despachantes e todos dizem que não é possivel legalizar um intruder (fiz uma bobber)

      Excluir
  50. Possível ou não, depende do esquema do despachante. Tem despachante que passa qualquer coisa. Só deixar o veículo esteticamente em dia, chega lá tira o número do chassi e sai da baia. O resto é com ele.

    ResponderExcluir
  51. SOU DEFICIENTE FISICO DOS MEMBROS INFERIORES, TENHO UMA CB 450 E GOSTARIA DE CONVERTER ELA EM UM TRICICLO, APENAS TROCAR A BALANÇA PARA COLOCAR UM EIXO COM DUAS RODAS COM RODAS DE CARRO E FREIOS A DISCO,O QUE TENHO QUE FAZER PARA DAR INICIO AO PROJETO.NÃO VOU MEXER NA ESTRUTURA DA MOTO.

    ResponderExcluir
  52. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  53. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  54. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  55. passei o dia inteiro no Detran aqui de Sorocaba SP e não me deram a autorizaçao pra ir ao inmetro, fiquei com muita raiva porque nem eles sabem como proceder... essa tal resolução 292/98 já tem uma portaria 1100 de 2011 e isso acabou confundindo mais ainda... enfim... o negocio é continuar os trabalhos, botar a moto pra rodar e por umas oncinhas a mais de coringa, porque sabe como é né, se não vai de um jeito vai de outro...

    ResponderExcluir
  56. Tenho uma titan 150 2007 e ela tem umas carenagens no tanque similar as da twister, foi feito a vistoria quando a comprei e o cara do detran não falou nada, então se um dia um agente de transito questionar eu posso alegar que a mesma passou por vistoria daquele jeito?

    ResponderExcluir
  57. olá, não ficou claro para mim.
    Trocar o painel pode, mas precisa inmetro, vistoria ou alguma coisa?
    E as pedaleiras da moto. trocar por pedais de bicicleta?
    Obrigado

    ResponderExcluir
  58. Olá gostaria de saber o seguinte, tenho uma Factor K1 125 2015/2015, ela veio de fabrica com freios a tambor, e raiada, quero fazer umas modificações nelas, segue abaixo:
    1ª Colocar freio a DISCO
    2ª Colocar rodagens MOTARD DOURADA com raiação GROSSA ! LINK: http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-766765917-par-aro-aluminio-motard-18-x-250-viper-factor-k-e-ed-dourado-_JM
    3ª Caso seja proibido os Aros MOTARD, vou pra segunda opção 'RODAS DE LIGA LEVE'
    4ª Guidão
    5ª KIT manopla, manete Dourado, desse KIT LINK: http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-696579769-kit-retrovisor-manopla-manete-factor-fazer-mt-xj6-lander-xt-_JM
    6ª e ultimo Retrovisor desse KIT LINK: http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-696579769-kit-retrovisor-manopla-manete-factor-fazer-mt-xj6-lander-xt-_JM

    MINHA MOTO É ESSE MESMO MODELO E COR LINK :http://www.webmotors.com.br/comprar/yamaha/factor-ybr-125-k1/125cc/2014/526342

    Se alguém puder me ajudar, não quero ter problemas com a policia, só quero dar um visual bacana a moto, tanto que nem sonhando quero colocar escapamento. Apenas original da própria YAMAHA, aguardo resposta.

    ResponderExcluir
  59. Sei que o post é antigo, mas gostaria de lembrar uma coisa a respeito do numero de passageiros. A Harley vendia a XL883 modelo de entrada com banco monoposto e sem pedaleiras traseira. Ficava opcional a adição do segundo assento e pedaleiras... Então como podia isso? Na época não lembro de ter visto o documento dessa moto do meu amigo, era uma XL883 low vinho, ultimo ano ou um dos ultimos anos da xl883 carburada.

    ResponderExcluir
  60. Tudo bom, no tópico "O que é permitido então?" suponhamos que respeite os itens obrigatórios, faça uma modificação no chassi apenas na parte traseira, como ficaria o documento, ele seria como o nome/modelo antigo ou um novo a ser definido ou artesanal.

    ResponderExcluir
  61. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  62. Tenho uma virago 535.
    Cortei o quadro para ficar só um banco.
    Estu ferrado em uma blitz?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Neste caso eu posso kevar assim no detran para mudar a documentação para "moto modificada"?

      Excluir
  63. Amo motos customizadas... ainda mais as mais vintages, nossa, eu piro.

    ResponderExcluir
  64. Fala Douglas td certo?
    Sei que o post já é bem antigo, dei uma lida mais fiquei com umas dúvidas.
    Estou com uma Titan 96, queria modificar pra cafe racer.
    Sabe dizer quais itens posso alterar nela sem que precise alterar no documento? Sei que painel é permitido e farol não, porém não pegam tanto no pé. Mais no caso das carenagens e do guidão, tirando e trocando respectivamente, teria de alterar no documento? Comprei as peças pra trocar mais ainda tenho receio te instalar e dar problema caso seja parado.

    ResponderExcluir
  65. Tenho uma factor 125 2010 e queria saber se posso retirar as carenagens do tanque

    ResponderExcluir
  66. Proprietários de Harley estão com a pulga atras da orelha! Harley comprada, no dia seguinte já está modificada com acessórios, que pelos entendidos, todos proibidos. De 100 Harleys, um mes depois nao tem uma igual a original. A começar do escapamento, da Dyna principalmente, que e uma porcaria e quebra com frequência nas soldas. Aí vc troca o escape por um Vance&Hines dimensionado e tem a moto detida (o que não e permitido - o doc talvez, mas a moto nao. ).Esse País não é sério mesmo!

    ResponderExcluir
  67. Sobre os faróis auxiliares em motos, como devo proceder para legalizar?

    ResponderExcluir
  68. Em uma blitz quiseram me multar por conta de um guidao morcego na twister. Devo regularizar ou posso andar assim mesmo?

    ResponderExcluir
  69. Boas. Estou começando um projeto cafe racer e tenho algumas duvidas que acredito que voce possa me ajudar. 1- É permitido cortar o "banco/chassi do carona", deixar só um ocupante? 2- Alterar para luzes de LED é permitido? 3- Altera o valor do IPVA da moto transformando o DOC para "moto modificada"? 4- Retrovisor no guidão é permitido? Obrigado desde ja!

    ResponderExcluir
  70. olá boa tarde.
    Consigo trocar o tanque de minha YBR 125 por um outro modelo? de uma cilindrada maior?

    ResponderExcluir
  71. Queria agradecer de coração a boa vontade do (já considero amigo) Douglas pelos esclarecimentos bem como pelo bom gosto. Queria mesmo este tipo de informação (alterações em moto) e prontamente me atendeu. Muito obrigado.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.