quarta-feira, 12 de março de 2014

Filosofo de Cafe: Cafe Racer de Fabrica é Cafe Racer?

A chegada da Thruxton 900, anunciada de forma oficial pela Triumph do Brasil serve para levantar uma discussão bem frequente e que de certa forma abordamos na primeira postagem do Filosofo de Cafe: Cafe Racer de fabrica é cafe racer ou não é?


A própria Nine-T
A própria Nine-T com suas amplas possibilidades de customização de fabrica, provoca acaloradas discussões. A verdade é que os fabricantes se ligaram que a customização e o movimento Cafe Racer esta cada vez mais forte mundo afora. Mas na sua opinião, Cafe Racer de fabrica, pode ser chamada de Cafe Racer?

20 comentários:

  1. Se uma CR é uma customização então uma moto de fabrica não é uma customização, assim não seria uma CR,... mas uma moto de fabrica customizável sem os acessórios de fabrica creio eu que pode como qualquer outra de fabrica se tornar uma bela customização,... mas por outro lado se customizar com itens de série você corre o risco de encontrar outra exatamente igual a sua, não deixa de ser uma customização mas fica pra lá de estranho na minha opinião,... Temos que ver se na epoco das CR se existia alguma moto no estilo que saísse de fabrica como uma CR, isso não sei,... sei que nesse período existiam motos de corrida que em muito se parecem com as CR mas não tenho informação delas serem chamadas de CR,... Refletindo por esses dias até aceitei a ideia de uma moto de fabrica ser chamada de CR (ou melhor estilo CR), embora eu tenha defendido o contrário antes,... mas não posso chamar ela de uma customização por motivos óbvios,... mas posso mudar de opinião,...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pelo que sei, na época das primeiras CR não existia categorias de motos. Motos eram simplesmente moto. Quero dizer, não é como hoje que você tem opções de diferentes propostas como On-off, Trail-Touring, Sport Touring, Sport, Super-Sport, Naked, "Custom" ou Cruiser, Street e etc...
      .
      Sei que existiam as motos que eram vendidas para o público e existia motos de corrida. Aí, para deixar suas motos o mais próximo das motos esportivas (de corrida) o pessoal fazia essas "trapalhadas". Aí surgiu motos como Cafe Racer, que de certa forma é uma esportiva homemade; vinda da época que não existia motos esportivas à venda.
      .
      Aliás, isso é bem comum até. As on-off road por exemplo surgiu de adaptações feitas pelos próprios donos. Os fabricantes, percebendo o potencial de mercado, resolveram investir. Aí surgiu motos que eram adaptações para o Off-road e posteriormente as motos off road de verdade.
      .
      De certa forma podemos dizer que as cafe são as precursoras das Super Esportivas. Lógico que quem olha uma Cafe pode não deduzir isso. Mas de fato elas surgiram muito antes de se conceber uma moto esportiva para venda ao público....

      Excluir
  2. sim, pode.
    com muitas resalvas.

    eu não compraria, pois não tem espirito não tem amor não tem a vontade e as dificuldades envolvidas que nos dão orgulho da sua maquina.

    esta seria a diferença.

    kalom

    ResponderExcluir
  3. No minha opinião não.

    Cafe Racers são customizadas pós fábrica por princípio. Se uma moto sai de fábrica sendo chamada de Cafe Racer seria apenas um rótulo, um apelo de venda.

    Como nosso colega Luciano falou ali em cima, o risco de comprar acessórios de série e cruzar com uma moto parecidíssima com a sua é alta. Do contrário, quando cada um customiza a sua, trocando faróis, setas, guidão, fazendo um tanque novo você fica com uma moto única.

    ResponderExcluir
  4. Putz... que grande discussão... Mas eu acho bem mais simples, inclusive por que quando estive no Ace cafe perguntei exatamente isso para um old-schooler com uma thruxthon. Cafe racer vem dos anos 60 pelos ingleses que deixavam as motos mais leves par chegarem mais rápido de um café ao outro e, posteriormente, para ir e voltar antes da musica acabar - não era a idéia principal não.
    Resumindo, se existissem street triples, hornets, e outras dessas motos velozes e leves as cafe racers não teriam ido tão longe.
    É claro que uma café racer de fábrica é uma café racer, hoje isso é só um estilo - lindo por assim dizer - e muitas motos saem de fábrica bem estilosa, tipo a triumph. Puristas em café racers não existem mais, existem customizadors - alguns muito bons - que amam o estilo café racer... ainda bem!

    ResponderExcluir
  5. PRA MIM essa Triumph é uma custom (no sentido de que é moto para ser personalizada), já a BMW é apenas um trambolhão.
    .
    Agora uma velha máxima (um tanto radical): "Bobbers e Cafe Racers são motos feitas pelos próprios donos no quintal de suas casa. Todas outras são mera alusão ao estilo".
    .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sugiro que faça um teste drive no trambolhão, que aliás não existe como trambolhão já que é uma moto bem pequena, e depois mas só depois volte para comentar o que achou da NineT. Eu fiz o teste drive!
      Tenho uma Ducati que estou transformando em Café Racer, mas te garanto que essa NineT foi de longe a NAKED, eu disse NAKED, mais na mão que já tive o prazer de pilotar nesses meus 62 anos de vida e 48 de motociclismo! Quando puder compro uma e transformo-a na melhor CAFÉ RACER da minha vida! Abraços. PADRE

      Excluir
  6. Muito "certinha" pro meu gosto.
    Na minha opinião, toda CR de fábrica deve ser ignorada pelos amantes do estilo.
    Uma moto customizada tem um pouco da alma da pessoa que fez, independentemente do resultado, todas elas tem um pouco de vida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. parabéns, resposta para clarear cláudio;- vc pega uma moto de fábrica e "faz" uma para vc. mas, a thruxton, na minha opinião, já é um projeto adiantado: vamos tirar as tampas,cortar paralamas, guidão manx,sanfonas na suspa dianteira,tampas do motor preto fosco, espelho virados para baixo...etc aí.. passa a ser uma moto com a sua cara.abraço forte
      americo ney

      Excluir
    2. Tirar as tampas, cortar paralamas, guidão manx, sanfonas na suspa dianteira, tampas do motor preto fosco, espelhos virados pra baixo... etc e tal, pra min é tudo bijouteria. Que tal abrir o motor pra colocar um "veneno" e aliviar o peso "geral"?

      Excluir
    3. Inclusive, tirar aquela "carenagenzinha" babaca do farol.

      Excluir
  7. Muito bom... O engraçado é que todos estão certos e ao mesmo tempo errados, nos final dos anos 50 realmente não existiam motos esportivas de fábrica, as corridas estavam na moda e todos queriam ter uma moto parecida e rápida como os protótipos de competição (passamos por isso no Brasil nos anos 70), ao mesmo tempo ninguém tinha grana para comprar uma moto nova e sair cortando, então eles foram para o ferro velho... E esse é o espirito CR, dar vida a uma sucata juntando peças de varias motos de varias marcas... Então nunca uma moto de uma unica fabrica poderá ser denominada CR, no máximo ela será do "estilo CR", assim como a HD faz suas motos "estilo Custom" eu mesmo tenho uma Dyna Custom, mas a minha é realmente custom, porque eu customizei (no dicionário esta escrito mais ou menos assim = tornar algo único, pessoal), coloquei aro 21 na frente, subi o guidon, coloquei banco solo e etc., detalhe que não usei peças originais HD, logo a minha é unica, não vou encontrar um coxinha na rua com uma moto igual a minha...

    ResponderExcluir
  8. Muito boa a discussão, no meu ver não vejo problema, se tivesse uma com certeza eu mesmo a deixaria mais nervoza, tem muita coisas nessas CR "prontas" que da para tirar e alterar, com certeza original ela não iria ficar.
    Renato Rangel, Legnar Concept.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Portanto você não deixaria como ela saiu de fábrica, certo? Então não é uma CR purista....

      Excluir
  9. Meus caros,
    CR só é aquela que tem o sonho, a paixão e o suor de quem põe a mão na massa. Tomando uma brejinha, um vinho ou um cafezinho nos intervalos das montagens no quintal ou na garagem com a namorada, os amigos ou o filhão. Moto de fábrica é só uma mercadoria numa embalagem diferente pra agradar os coxinha que dão pinta de rebelde no fim de semana, mas no dia a dia fica baixando a bola pro cotidiano.
    Café Racing tem que ter as digitais do dono, se não, não!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É a velha história: "Verdadeiras Bobbers e Cafe Racers são motos feitas pelos próprios donos no quintal de casa. Todas as outras são mera referência ao estilo."
      .
      Essa frase pode parecer radical, mas para quem de fato põe a mão na massa, ela faz todo sentido.
      .
      Fazer sua moto faz toda diferença. Andar de moto é gostoso, todos curtem. Mas fazer sua moto é parte da diversão. Aquela peça que te deu tremenda dor de cabeça para adaptar. Aquele domingo que você podia estar andando com a moto mas acabou ficando em casa ajustando essa ou aquela peça, fazendo essa ou aquela manutenção... eu por exemplo não entendo alguém dizer gostar de moto, mas não saber absolutamente nada de manutenção por mais simples que seja. Tem gente que diz que adora motos, mas não presta nem pra ajustar a corrente de transmissão... ao invés disso, vai no mecânico de confiança... pra mim, esses são "andadores de motos" e não "apaixonados por motos"...
      .
      Pronto, falei!

      Excluir
  10. Pra mim você definiu bem o espirito da coisa, Marcelo. É como se fosse um estado de espírito, e não uma mercadoria.

    ResponderExcluir
  11. Eu curto muito o estilo CR, e acredito que CR, bobber, chopper genuínas são aquelas em que teve mão do dono. Essas de ficar idealizando e levar para um "preparador" ou "montador" já dá uma ideia de "capitalização" das CR e as que vêm preparadas da fábrica ainda mais... Mas tanto as preparadas por "fabricantes independentes" como por "grandes fábricas" fazem alusão ao estilo que é muito bom... as da Triumph são lindas: http://www.tripletriumph.com.br/motocicletas/, e tem a da ex-inglesa Royal Enfield: http://www.cycleworld.com/2013/09/18/2014-royal-enfield-continental-gt-first-ride-review-photos/

    CR Genuína é aquela que tem sua alma e suor... as outras são belas peças, mas não são realmente suas...

    ResponderExcluir
  12. Café racer é triton, tribsa e outras motos modificadas na década de 60, em um movimento que nasceu e morreu naquela década. O resto é tudo cópia, seja de fábrica ou fundo de quintal, mero estilo. Então, pouco importa se vc montar a sua no quintal ou comprar uma nova, vc não vai tomar cafezinho no Ace nem ser sócio do 69. Um total despropósito a discussão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A propósito, se existissem café racers hoje, eles estariam pilotando hayabusas.

      Excluir

Tecnologia do Blogger.