quarta-feira, 5 de março de 2014

GSX 1100 Fenix by Luis Alves Motos

A alusão a ave Fênix, que segundo a mitologia grega, era a ave que renascia das próprias cinzas é uma analogia que não é novidade. Porém no caso dessa moto, que pertence ao Celso Almeida e que foi customizada pela  Luis Alves Motos, de Coimbra, Portugal,  o nome dado faz todo sentido.
Você deve ter suposto que a moto renasceu das cinzas, o que de fato aconteceu: A moto que nas palavras de quem a viu antes do renascimento, parecia uma missão impossível, se transformou nessa bela maquina. Mas o codinome Fênix faz sentido também por outro fato: Já na longínqua década de 1980, as Suzuki GSX 1100 já povoavam os sonhos do então menino Celso, devido a um vizinho que tinha uma dessas, novinha! Ou seja, nesse caso, não é apenas uma moto que renasceu das cinzas, mas sim um sonho de infância, que renasceu ainda melhor: Como uma belíssima Cafe Racer! 
O design foi bolado por Oberdan Bezzi e as alterações foram poucas, mas muito felizes: O tanque já deteriorado foi substituído pelo da GSX 1100, mas do modelo anterior, 1981.
Ainda podemos ver que foi usado um painel da Motogadget, que são muito bacanas, bem como o acabamento geral, como podemos ver.
 A moto é repleta de detalhes bacanas, como essa bela rabeta de fibra que usa leds de forma muito criativa.
O pessoal da Luis Alves Motos está de parabéns, bem como o ensaio fotográfico, feito pelo Daniel Vidinha.

9 comentários:

  1. Belíssimo trabalho. Design limpo e simples, sendo que o requinte aparece principalmente no esmero do trabalho. Única pequena extravagância (e por pequena quase soa como trocadilho) é a lanterna/luz de freio.
    .
    Uma coisa que me agrada muito nas cafes bi ou tetra são os escapes 2x2 ou 4x2. E essa moto tem esse desenho. Outro detalhe que me agrada nela é o banco, sempre (ou quase sempre) negligenciado em muitas cafes. A maioria faz um banco muito singelo e até mal feito por achar que assim está encorporando ainda mais o aspecto racer. Uma pena. Nessa não. O banco está com um desenho perfeito e muito bem trabalhado. Belíssimo trabalho.

    ResponderExcluir
  2. A moto é linda, foi feita com muito capricho, mas não gostei da sinaleira, sou mais conservador gosto de led nas sinaleiras estilo retro, mas ai saiu muito dos modelos antigos e também não gostei da rabeta embora não de para dizer que é feia. Demais é moto é show. Lucio - Bagé

    ResponderExcluir
  3. Para o meu gosto pessoal, tb eu faria diferente Lúcio, mas a moto é show mesmo.

    Obrigado e continue a conferir a Garagem!

    ResponderExcluir
  4. Gostei da moto, tudo feito com muito esmero, também gostei dos escapes, e a forração do banco, bem feita e combinando com o estilo, só dois detalhes não gostei, do desing da rabeta, e a lanterna traseira, de led em CRs, não da !, na segunda foto, me perguntei " onde esta a lanterna traseira ? " , ai achei ela....., do resto aprovei ! tem boas dicas !
    Renato Rangel - Legnar Concept.

    ResponderExcluir
  5. douglas, da uma olhada nessa materia... http://www.bikeexif.com/build-cafe-racer

    ResponderExcluir
  6. Obrigado a todos pelos comentários!
    Só tenho um pequeno reparo a fazer: A moto que o vizinho do Celso tinha quando ele era menino é mesmo esta. Depois de muita insistência por parte dele, acabou por conseguir ficar com ela. :-)
    Mais uma vez, em meu nome e em nome da Luis Alves Motos, muito obrigado pelos vossos comentários e feedback.

    Obrigado, Douglas! Grande abraço.

    ResponderExcluir
  7. Complementando o meu comentário, esse motor é demais !, outra coisa, dei uma olhada na dica acima, do João Julio Mello, é muito legal, estou fazendo outro projeto CR, e com certeza vou usar esses conceitos, recomendo dar uma olhada. Abraços.
    Renato Rangel - Legnar Concept.

    ResponderExcluir
  8. Aahh, e a Luis Alves Motos é em Santo Tirso, Portugal!
    O Celso é que é de Coimbra!! :-D

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.