sexta-feira, 13 de junho de 2014

Sexta Insana: Board Tracker by Josh Allison

Antes que você torça o nariz para esse trampo aqui na Sexta Insana, ao olhar esse projeto, de cara imaginei que muitas possibilidades se abrem ao pegar uma bicicleta motorizada dessas. Mesmo se originalmente são muito feias esteticamente, elas tem um enorme potencial de customização, como essa bela Board Tracker feita pelo norte americano Josh Alisson.

Para quem não conhece, as Board Trackers são motos que corriam em circuitos revestidos de madeira ou mesmo em circuito de terra, nos EUA no início dos anos 1900... era de homens de ferro, que arriscavam o couro em motos com pneus ridiculamente finos e motores grandes. As Harley Davidson, Indian e outras fabricantes marcaram época.

Ou seja, criar hoje um projeto de uma Board Tracker é fazer uma reverência ao passado, num mundo sem frescura. E ao olhar essa simpática "magrelinha", as vantagens desse tipo de projeto são muitas: Elas custam pouco, as modificações não precisam ser "documentadas" e esse tipo de bicicleta não precisa em tese, de habilitação. Ou seja, é um praticamente um "FODA-SE" ao sistema. Algo que você pode fazer o que der na telha, e ninguém vai te encher com coisas do tipo "se tirar do original, não vai revender" ou se "o seu guarda me pegar, vai me guinchar". Ou seja, não é para todo mundo, mas pode ser uma alternativa bem legal.
E esse trampo em especial ficou muito bacana: Desde o chassi que foi mexido, o guidão e o tanque totalmente artesanais, os pneus brancos, o selim de molas, a suspensão dianteira springer. Muito bacana mesmo.
A matéria original é do Bike Shed  e você pode conferir os detalhes por lá. A ideia está lançada.

3 comentários:

  1. Legal, cara. Não, não tem que torcer o nariz. Essas aí tem personalidade, são simples e bacana.
    .
    É exatamente o que eu disse no post que você apresentou os diversos "estilos" de motos. Dá pra fazer uma board "board tracker" legal com esses kits de 50cc a 2 tempos que vendem para bicicletas e a vantagem é que nem precisa de Habilitação na maioria das cidades. Talvez até um motor de RD 50...
    .
    Eu tenho vontade de fazer essas paradas, tipo uma mini bobber bem invocada, bem racing, ou mesmo uma board tracker mesmo.
    .
    Um dia ainda compro um dobrador de tubos e faço um "troço" desses. Mas quero fazer do zero. Chassi feito em casa hihhiihih

    ResponderExcluir
  2. Muito legal Douglas, tenho um projeto de bike chopper sem motor em andamento, mas depois deste post acho que vou mudar de ideia, por enquanto só coloquei o banco com molas e um pneu grosso na traseira e um fino na dianteira, acho que dá para reverter...

    ResponderExcluir
  3. oi vcs estão a vender essa bike café racer ?

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.