sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Sexta Insana: CB 450 by Ellaspede

Esse é um projetos especial. Não cria algo extremamente novo, mas é inegável que é uma Cafe Racer de muito bom gosto e que mescla o design clássico com upgrades dos nosso dias. Mas chama a atenção o fato de a moto não ter sido totalmente construída pela Ellaspede

A moto em si já era customizada, sendo que o tanque, chassi, rodas e outros pequenos detalhes foram de autoria de outra oficina não citada na matéria. Segundo os pessoal da Ellaspede, o trabalho era bom, mas o dono da moto resolveu rediscutir alguns aspectos.
O principal acerto nessa segunda parte da customização, foi o uso de uma suspensão dianteira de CBR 600. Por ser mais baixa, deu um ar muito esportivo a moto. Outro retrabalho foi no sistema elétrico, onde a bateria foi trocada por uma menor e o local foi reposicionado.
O projeto também teve vários pequenos upgrades em peças de acabamento, como no belo painel, ou no banco. No geral a moto agrada bastante, apesar de não ter "reinventado a roda". Muito bacana mesmo.
 

7 comentários:

  1. Que moto bonita. Não parece uma CB, talvez só por causa da suspa dianteira. parabéns! ..."ELLASPEDE", "ELLESFAZ". rs

    ResponderExcluir
  2. Linda criação. Clássica, retrô, lembra um pouco as Norton, principalmente tanque. Um belo motor também.

    ResponderExcluir
  3. Essa belíssima bicilíndrica de 444cm3, que ficou carinhosamente conhecida como "450 DOHC" é uma CB450 modelo “K” com “Double Over Head Camshaft” duplo comando de válvulas no cabeçote, que foi comercializada por aqui de 1965 a 1968 no modelo K0 o qual possuía um tanque mais alongado; de 1968 a 1969 o modelo K1 e de 1969 em diante a K2 até a proibição da importação em 1974, sendo que a 450 DOHC foi fabricada e comercializada no exterior até o modelo K7. A partir de 1974 é K3 a qual era oferecida com freio a disco dianteiro.
    Das bicilíndricas da época, era a que tinha a concepção mais avançada em relação à suas irmãs menores: CB50, CB125, CB200, CB350 posteriormente 360, todas "SOHC" (Single Overhead Camshaft) ou seja um "único comando de válvulas no cabeçote".
    Essa Honda era a única que podia "encarar" as temíveis Ducati, menos no quesito chassis/suspensão, onde esta última levava uma enorme vantagem.
    O conjunto da "450 DOHC", continuou sendo superior, até a chegada, em 1971, das “Four”, que apesar de bem mais cara, acabaram tirando o seu mercado.
    Mas após todo esse tempo ela ainda continua despertando interesses, acho que é como vinho de boa safra "quanto mais velho melhor". Belíssima, Parabéns !!!!!

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Linda a moto, mas uma duvida besta ahha onde foi colocado a bateria ? Embaixo do banco sera ? Abs

    ResponderExcluir
  6. O quadro foi alterado???? nao parece o quadro original

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.