quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

Filosofo de Cafe: Scrambler e Trackers são o futuro?

Ao ler a retrospectiva do ano de 2014 do site The Bike Shed, vi algumas constatações já discutidas aqui, como por exemplo o maior envolvimento dos fabricantes no universo da customização chamada New Wave, que na verdade são as nossas queridas Cafe Racer, Bratstyle, etc. Mas o que chama a atenção é que na Europa, a tendência é a migração de customização do estilos Cafe Racer e  mesmo as Bratstyle para as Scrambler e Trackers e afins.

O autor Ross Sharp destaca em sua análise que cada vez o antigos valores como simplicidade, valor a natureza estão em voga, e com isso, o desejo de desbravar a natureza, mesmo que os belos pneus cravos de uma scrambler, não beijem nada além do que asfalto. E o autor ainda ressalta que por lá, o pessoal anda preferindo espichar a perna para dentro da curva do que raspar os joelhos. Ou seja, menos motovelocidade e mais diversão suja, como atesta o crescimento de eventos do o Dirt Quake.
Outro motivo descrito pelo texto é o início de uma escassez ou mesmo uma inflação de preços de motos antigas com potencial para customização. Nesse cenário, cada vez mais motos Cross e Enduro tem servido como ponto de partida para projetos de customização.
Mas se a cena por lá é assim, como podemos avaliar a nossa realidade?
E no Brasil?
Por aqui, ainda não vivemos um boom, apesar de um crescimento considerável no número de projetos Cafe Racer e afins, mas já deu pra perceber que compartilhamos algumas pequenas semelhanças com a cena de lá: Apesar de nós denominarmos os nosso projetos de Cafe Racers, a maioria do que é feito aqui se aproxima do Bratstyle e do Street Tracker, pois o desconforto de uma Cafe Racer a moda antiga, é um preço alto e que não faz mais tanto sentido, pois temos opções com muito mais performance e o foco hoje de uma Cafe não é disputar rachas, mas ser diferente e menos coxinha do que uma custom comum. 
Porém na nossa realidade se não temos muitos modelos disponíveis, percebo que ainda existem muitas CB 400/450 para serem picadas, pois a demanda ainda não é absurdamente grande. Da mesma forma, aqui uma cross custa muito caro e as trail esbarram na legislação, onde cortar o quadro não é bem assim. Mas creio que no futuro serão uma excelente opção.
CB´s Cafe Racer e Tracker
Ou seja, creio que andaremos um bom tempo cortando CBs, mas com o tempo creio que a moda off road custom vingue, até por que aqui no Brasil é um dos ambientes mais propícios a esse tipo de moto. Projetos como a Catharina , feitos a partir da motos pequenas como a Twister 250 vem provar isso.

E você, o que acha sobre isso tudo?

5 comentários:

  1. Sinceramente, eu acho tudo isso indiferente. Eu gosto de Cafe Racer e Bobber. Não me importa se o futuro for chopper, brat, scrambler ou o diabo a 4.
    .
    Mas compreendo, por exemplo, quem goste de cafe MAS abra mão dela e faça uma Scrambler, ou Brat por conta do desconforto que uma CR proporciona.
    .
    Agora, pela questão lógica, o futuro mesmo deveria ser Brat dado a flexibilidade e abrangência que o estilo engloba.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Justamente, as Brat são bem mais racionais. Mas ao menos pela Europa, as Brat andam viram street tracker e por ai vai.

      Excluir
  2. Concordo. Acho que as street trackers e scramblers são mais versáteis e despojadas em sua concepção. Já vi muito por aí pessoas que criticam um projeto cafe por este ser apenas estético, não representa a cultura, a motivação inicial do movimento cafe racer. Não tenho base no assunto para dizer o que é uma autêntica cafe racer ou não, mas da pra perceber que scramblers ou street trackers são mais versáteis, admiro um projeto café racer bem feito, mas acho que a liberdade ao se fazer uma scramber, também se estende ao pilotá-la.

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. To querendo fazer uma scrambler/tracker, quais os melhores modelos pra usar? tava pensando numa tornado ou xlx por serem baratas!
    vlw!

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.