sexta-feira, 29 de maio de 2015

Sexta Insana: SR 250 Old Rusty by Ricardo Caminha

Nessa semana, o Sexta Insana e matéria normal se fundem  em uma matéria especial com essa bela moto, uma SR 250 que é uma super referência, tanto para portugueses, que tem essas motos a disposição, bem como para nós brasileiros, que podemos aplicar bastante desse projeto em motos como as Intruder 125 ou 250, ou mesmo nas antigas RX 180, pois ambas se parecem muito com a SR.
Foto "fora do ensaio", mostrando o ponto alto da moto
Ao ver o projeto, me encantei, pois mesmo que essa traseira tenha alguns traços da Winning Loser da El Solitario MC ou mesmo da Wrenchmonkees, ela seguiu o seu próprio caminho e se diferenciou destas motos citadas, em especial pelo suporte de placa. O criador do projeto, nos conta a história:

"O objetivo era uma racer pequena, com personalidade e principalmente que me fizesse sentir orgulhoso.A traseira toda refeita, a cobrir uma parte da roda, o acento e depósito o mais paralelo ao chão possível! O suporte da matrícula (placa), chamaram-me "maluco" no entanto eu entendia que seria possível e que sim, era aqui que eu pretendia e pronto!"

Outro ponto bacana é o proposital desleixo no conjunto dianteiro, que tornou o projeto ainda mais interessante,  dentro da proposta Rusty, despojada: O velocímetro ficou dentro do farol, que veio de uma velha moto famel zundapp. O resultado é a completa exposição da mesa, bengalas (que foram bem rebaixadas, deixando toda a moto mais horizontal) e semiguidões, sendo que dá para ficar um bom tempo admirando a beleza mecânica que sempre fica completamente escondida. 
Detalhes bacanas: Chave de ignição de automóvel, punhos no mesmo padrão do banco (vindos de um sofá!) e os comandos de luzes são no estilo aeronáutico 
Muito bacana também o trabalho feito no tanque, que flerta entre o desleixo e o capricho.Eu gosto muito disso. O Ricardo nos conta mais:

"O depósito e traseira, depois de muito pesquisar decidi que ficasse só polido e de preferência com alguma ferrugem para mais tarde lhe dar o devido tratamento! Mas faltava qualquer coisa para ter a devida personalidade e identidade. Optei pela colagem de vinil do número que me seguiu nos bons momentos da minha vida e o logotipo que criei para a moto!"

Como foi falado, o objetivo era ter uma moto para se orgulhar, e este foi plenamente atingido:

"Enfim será isto, sou um dono orgulhoso da pequena OLDRUSTY e das sensações que ela me provoca, tanto nas curvas da minha cidade, como na esplanada quanto a vejo estacionada e com curiosos a olhar para ela da mesma forma intrigada que um tive a ver pela primeira vez uma race!"

Pode ser orgulhar Ricardo. o seu objetivo foi realmente atingido.

OBS: Nos próximos dias o Garagem vai seguir em ritmo mais lento, pois o escriba aqui está numa correria danada, atrás da máquina. Mas em breve voltaremos com a programação (a)normal...

5 comentários:

  1. Belo projeto do Ricardo. Linda motocicleta. Tenho certeza que esse cara tem muito orgulho de sua moto, pois ela é única. Espero um dia ter essa mesma sensação. Em sair por ai com minha cafe racer. Grande abraço!

    ResponderExcluir
  2. sim realmente uma bela moto gostaria de saber quem foi o construtor pois também tenho uma mas nem sei por onde começar

    ResponderExcluir
  3. Gostaria de saber se alguém ja usou os cubos da xtz 125 na intruder

    ResponderExcluir
  4. Gostaria de saber se alguém ja usou os cubos da xtz 125 na intruder

    ResponderExcluir
  5. Tive que pesquisar pra ter certeza que "GN 125" era uma intruder.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.