segunda-feira, 7 de novembro de 2016

CBX 750 CAFE RACER BY ZUCCONI PROJETOS ESPECIAIS

Já lhes apresentei semanas atrás um projeto do Thiago Zucconi da Zucconi Projetos Especiais, mas eles não param e eu não me canso de falar de grandes projetos.
Hoje, a fera da vez é a conhecida CBX 750. Muitos não a consideram uma moto tão icônica quanto a clássica sete galo dos anos 70. Ainda sim, a CBX 750 é um objeto de desejo de muitas pessoas.
Rabeta e para lamas, e escape em inox
A primeira coisa que notamos nesse projeto são as linhas principais, aquelas já manjadas linhas horizontais que dão um UP em qualquer projeto. E apesar de a CBX ser uma baita moto, ela precisou de muito trabalho para chegar a esse resultado.
Semiguidões, comandos reduzidos e suporte do GPS
Pode não parecer, mas o tanque dessa moto é original e recebeu muitas modificações para ficar com sua linha inferior reta. Além disso o bocal do tanque foi modificado, dando lugar a um  modelo mais esportivo. Esse trabalho foi pesado, já que não poderia aparecer emendas, amassados, etc. Lixado e envernizado, o mesmo não permitia primer e massa plástica para corrigir imperfeições.
Suspensão bishock minimizou a torção da balança
Na traseira, o chassi foi modificado tendo sua estrutura adaptada para o uso de amortecedores bishock. Além do visual mais clássico, do chassi mais reto, a moto diminuiu a torção da balança, muito fraca para suportar o antigo monoshock. As cornetas fabricadas nos EUA precisavam de espaço, logo, a espinha central do chassi precisou ser adaptada para que as mesmas se encaixassem.
Detalhe do contato da chave e botão de ignição
A elétrica foi reduzia ao minimo possível, no guidão fabricado nos EUA, foram alocados apenas 3 botões bastante discretos (farol alto/baixo, buzina e pisca), a frente possui pouca informação, e pra isso, também foi realocado o contato da chave e o botão de ignição que foram parar na parte de trás do motor, onde antes ficava a suspensão monoshock traseira. A bateria está logo abaixo, imperceptível.
Motorzão ganhou escapes condizentes com a usina de força da CBX
Escapamento inteiro feito em inox, com curvas e soldas caprichadas para que ficassem o mais limpas possível. E ganham um plus de beleza, é claro.
Conjunto tanque/banco/rabeta, tudo em harmonia
Rabeta e para lamas dianteiro e traseiro feitos na Zucconi também. O banco visto nas fotos, acomoda apenas um ocupante é claro, mas o proprietário quando quiser levar garupa, basta sacar fora banco e rabeta e encaixar um banco inteiriço maior que o problema do carona está resolvido.
Discos margarida e aeroquips Master e Cia e o farol de V Rod
O farol é o de uma HD V Rod, aeroquips e discos margarida fabricados exclusivamente para esta moto pela Master e Cia, a suspensão dianteira foi rebaixada em 100mm, melhorando a ciclística, ganhando agilidade nas curvas. Com todas as alterações, o centro de gravidade foi jogado lá embaixo, gerando uma melhora significativa. No lugar do velocímetro, agora há um suporte onde é encaixado um GPS que marca velocidade máxima, média, km rodados e uma porção de outras informações.
Suspensão dianteira rebaixada + centro de gravidade melhorado = uma moto muito mais incrível
Tudo isso para dizer que essa moto é mais um grande projeto dos Zucconi e que mostra do que eles são capazes.
Uma moto muito bonita e que foi melhorada significativamente. Aliás, estou rifando um rim para que o dono quem sabe me venda essa moto. Alguém aí compra um número?

10 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite Paulo! Bom saber que você se preocupa com o orifício anal alheio.
      Mas outra coisa que é bom saber pelo seu comentário, é o quanto é covarde se escondendo anonimamente no blog.
      Sabe onde me encontrar Pussy!

      Excluir
  2. Caramba, nem tinha reparado que o farol era de hd. Os caras se puxam mesmo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um farol bem legal e que alguns projetos da gringa também usam. Achei que casou bem.

      Excluir
  3. Os projetos brazucas cada vez mais bem feitos. Parabéns ao pessoal!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, mais pessoas conhecendo é mais gente investindo em projetos. O Brasil é um país de criativos, o que mata aqui sempre é a falta de grana.

      Excluir
    2. A legislação também atrapalha um pouco, mas sempre conseguimos nos adaptar.

      Excluir
  4. Tive minha Honda XRE300 roubada há mais de um mês e estou decidido em comprar uma cb400 para montar um projeto parecido com a Lily da oficina gringa Drake Speed Shop, que vi Bike Bound há algumas semanas... Dá uma olhada lá, é um projeto muito bom para as cb's de terras tupiniquins!

    ResponderExcluir
  5. Alguém sabe dizer se os amortecedores traseiros são da Suzuki GSR150i?

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.