segunda-feira, 6 de março de 2017

Oficina Brat Style por Marcello Tamaro Yamaguchi

Marcello Tamaro Yamaguchi este rapaz que aparece na foto acima, já teve seu nome escrito nos anais (ui!) do Garagem Cafe Racer!
Ele é o feliz proprietário da CB 400 cuja imagem está abaixo desse parágrafo e cujo link da matéria deixarei aqui.
O supracitado viajou de férias para a terra do Sol nascente e como um amante da cultura custom, foi visitar uma das oficinas mais respeitadas mundialmente, a Brat Style criada em 1998 por Go Takamine. Abaixo, o texto é um relato feito pelo Marcello, aproveitem o texto e as fotos dessa belo lugar.
Estava no Japão de férias, mais precisamente na capital Tokyo e como um grande amante de motos, não pude deixar de conhecer uma das principais oficinas do segmento, a Brat Style (oficina que deu origem as motos no estilo Brat).
Como estava com alguns amigos e nenhum deles se interessa por motos, (nota do editor: troque de amigos Marcello, hehe) resolvi me aventurar sozinho pelas quebradas de Tokyo até a oficina.
Confesso que não foi uma tarefa fácil, a oficina estava localizada a uma hora do bairro que eu estava hospedado. No primeiro dia, choveu muito forte e depois de uma hora dentro do metrô, quando chego na estação, eis que me deparo com uma forte chuva e alagamento sem condições de ir andando por mais 15 minutos até a oficina. Portanto, frustrado, deixei para o dia seguinte.
Na manhã de quarta feira resolvi tentar novamente, acordei cedo e peguei mais uma hora de metrô. Após repetir todo o caminho novamente, com um baita frio, acabei chegando lá e para minha infelicidade a oficina estava fechada, pois é o provável dia de folga dos funcionários.
Como bom brasileiro que sou, resolvi insistir uma última vez e na quinta feira fiz o mesmo ritual, acordei cedo, metrô, caminhada no frio e finalmente, eis que me deparo com a oficina aberta, muitas motos na calçada e duas pessoas trabalhando na loja.
Fiquei um tempo admirando as Yamahas e Harleys lá fora, tirei algumas fotos e resolvi entrar. Fui bem recebido pelo Yuki, um dos funcionários da loja que foi solicito o tempo inteiro e por incrível que pareça, um dos poucos japoneses que encontrei em Tokyo que falava um inglês de fácil entendimento.
Falei para ele que era do Brasil e ele ficou super animado, deixou tirar algumas fotos e tirava todas as dúvidas que eu tinha em relação as motos. Vi que a loja tinha uma escada, então resolvi perguntar se era possível subir, pois a parte da oficina era no segundo andar. Yuki subiu, falou com o chefe dele e voltou falando que eu só podia ir ao terceiro andar, onde tinham mais algumas motos, pois o andar da oficina estava em reforma.
Subindo lá pude ver várias das motos que eles montaram, em sua maioria em um estilo próprio, meio brat, meio tracker... e outras em andamento onde eles estavam fazendo o banco por exemplo. Vi que eles usam o mesmo método que os brasileiros, com fibra de vidro e até os tanques das motos também são feitos em fibra.
O que Yuki me falou é que a oficina não seguem muitas regras, misturam pneus de trilha em motos urbanas, as vezes um Firestone Avon atrás e um outro pneu diferente na frente, etc.
Não vi nenhuma moto da Honda por lá, a grande maioria eram Sportsters e Yamaha's, eles gostam bastante das TX's. Sempre usando guidões altos, sem retrovisores, (não sei se é obrigatório ou não). Os bancos das motos, quando não usam os originais, são feitos por eles, mas o banco não chega até a curva do quadro, eles sempre deixam um espaço entre o banco e a curva. Nas Harleys, os bancos seguem os mesmos modelos originais só que bem mais finos. A grande maioria das motos não tinham velocímetros, eram bem dependas, mas tinham as setas e luzes.
Os preços das motos giram em torno de 700 mil ienes, ou 7 mil dólares.
Recentemente eles expandiram os negócios para a Califórnia, acredito que é porque eles ficaram muito conhecidos, mas como todos os japoneses, eles são muito humildes e tranquilos e tentam  te deixar o mais a vontade possível.
Espero um dia poder voltar lá e quem sabe dar um rolê com uma das motos.

Nota do editor 2 - Retorno.
Um muito obrigado ao Marcello pelo envio do texto e das imagens.
E você leitor? Quer enviar uma matéria legal para nós? Quer fazer criticas, elogios, mandar sugestões? Então mande para o seguinte endereço garagemcaferacer@gmail.com

E fiquem com mais algumas imagens das motos e da loja e oficina Brat Style.











3 comentários:

  1. Acho que se um dia eu visitar Tókio, só um cataclismo me empedirá de visitar essa oficina. Obrigado por compartilhar a experiência, Marcello.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Somos dois amigo. Nem outro desastre de Fukushima, o Godzilla ou uma bomba atômica maior que Hiroshima e Nagasaki me impediria.

      Excluir
  2. Motocicleta  da Suzuki é sempre uma das melhores e mais equipadas

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.