terça-feira, 12 de dezembro de 2017

Transforme a sua Continental GT em algo ainda mais foda em um dia.

Sou um cara que curte a linhas da Royal Enfield Continetal GT. Também sou um cara que prefere Cafe Racers do que Scramblers (O site seria Garagem Scrambler se não fosse assim...).  Mas vendo o trabalho da oficina Tailandesa K-speed nota-se que dá pra deixar a moto melhor com relativo pouco esforço.

É perceptível a melhora: Os paralamas menores, bem como o guidão mais alto casaram melhor com a proposta.
O fato é que a estrutura geral da moto combina muito com uma Scrambler ou Tracker: Dimensões reduzidas, motor monocilindro com alto torque em baixa... tudo conspira a favor para um off road "de boas". A moto ficou muito mais bonita que a versão Himalayan, que é uma trail de fato. Mas se mais trail, também é muito menos sexy que essa pequena Scrambler, que deve atender com maestria o vai e vem do dia a dia. Se fosse uma versão em linha da marca, seria a melhor das 535 sem sombra de dúvidas.
As modificações são ínfimas: O banco foi trocado por um mais longo (sem cortar o chassis). As rodas são as mesmas, só com pneus fora de estrada. Atrás, os amortecedores a gás deram lugar a outros com mais curso. O escape sai por cima, o que combina com a proposta, mas que no dia a dia deve fritar o "coxão de dentro"...
guidão agora é off road, sendo necessário a instalação de risers na mesas. O painel é original, o que me agrada bastante, apesar que uma unidade menor combinaria mais com o estilo scrambler.

Novo farol com suportes semelhantes aos usados pelas antigas mobiletes. Colocaram também sanfonas nas bengalas, como manda o estilo off road.
O conjunto banco, piscas e para-lamas mais bacanas que os originais. O para-lamas curtos e os pneus fizeram toda a diferença.
Ou seja, essa moto aí dita um caminho muito bacana para a Continental. Dá pra fazer scramblers e até mesmo Brats bem nervosas usando essa base. Fica a dica! Via Bike Exif.

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.